Skip to content

Portal de Luis Nassif lança Movimento Salve a TV Cultura

August 4, 2010

O Cultpontocom está solidário com o Movimento Salve a TV Cultura, lançado hoje (quarta-feira, 4 de agosto) por Luis Nassif (leia abaixo).

Segundo denúncia do jornalista Daniel Castro, a emissora está prestes a sofrer um corte gigantesco na produção de programas e no quadro de funcionários – dos seus atuais 1.800 trabalhadores, permaneceriam apenas 400.

A Fundação Padre Anchieta pode, ainda, vender estúdios e deixar de produzir a programação de órgãos públicos, como a TV Assembleia. Tudo isso com o aval do ex-governador do Estado, José Serra, e do atual governador, Alberto Goldman.

Em nota oficial divulgada no início da tarde de hoje, a Fundação, que é presidida por João Sayad, não desmente as informações de Daniel Castro. Ao contrário, quase que as confirma: “A TV Cultura é patrimônio querido dos paulistas e brasileiros, com um acervo de ótimos programas e vários artistas e jornalistas de sucesso que começaram aqui, mas que precisa se renovar. Perdeu audiência, qualidade e se tornou cara e ineficiente”, diz a nota.

Por “ineficiente” entenda-se: “não-lucrativa”.

A Fundação admite que vai encaminhar ao Conselho da entidade uma “proposta de renovação”, e fala em revitalização, modernização, aproveitamento de talentos e – até – contratação de novos apresentadores e jornalistas.

Vem aí uma nova TV Globo.

Confira o post de Luis Nassif, e participe! :

Movimento Salve a TV Cultura

Enviado por luisnassif, qua, 04/08/2010 – 10:50

Não tenho por hábito estimular movimentos de mobilização pela Internet. Mas esse caso da TV Cultura não pode ficar assim.

Não é possível que o trabalho de gerações de paulistas, que a tradição criada por Roberto Muylaert seja destruída pela postura imperial de um presidente indicado pelo governo do Estado. Não se pode deixar João Sayad promover esse desmonte.

Montou-se um Conselho supostamente representativo da sociedade civil paulista, mas que só tem servido para sancionar decisões que partem do governo do Estado.

Nos últimos anos, a TV Cultura foi uma caixa preta. Apesar de indícios veementes de irregularidades, o conselho passou ao largo da gestão Marcos Mendonça. A blindagem proporcionada pela mídia a todos os atos de governo garantiu esse silêncio atroz, um pacto de cumplicidade naquele que deveria ser o Estado por excelência da afirmação da sociedade civil.

Há diversas funções das mais relevantes a serem cumpridas pela TV Cultura. Há uma cultura paulista espalhada por todo o Estado à espera de divulgação, há novas gerações de músicos aguardando espaço, há uma discussão ampla sobre os rumos do estado e do país. Como emissora pública, a TV Cultura teria espaço para prestar serviços a órgãos públicos – como já faz -, tem facilidade para captar recursos pela Lei Rouanet. Poderia se montar um trabalho amplo de mobilização junto às empresas paulistas.

Poderia ser o veículo por excelência das Secretarias da Educação, da Cultura, da Gestão. Mas nas vezes em que se ensaiou essa parceria, foi apenas para validar negócios de ONGs controladas por aliados políticos.

Todo esse potencial é deixado de lado pela postura fácil do desmonte.

Fica aqui a sugestão para a criação de um Movimento Salve a TV Cultura. O Blog ficará à disposição dos que tiverem propostas, ideias e mobilização para essa empreitada que é questão de honra para São Paulo.

Coloque no seu Twitter o hashtag #salveaTVCultura”

Advertisements
One Comment leave one →
  1. August 5, 2010 7:28 pm

    Apoio esta luta #salveacultura . Abaixo a dinastia tucana incompetente em São Paulo.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: